Portal Diligent Boardbooks adotado por 20% de empresas do índice FTSE 100

LONDRES, 18 DE JANEIRO DE 2012 — A Diligent Board Member Services (www.boardbooks.com), provedor líder mundial do software de portal para conselhos, anunciou que 20 das empresas FTSE 100 adotaram o aplicativo de portal para conselhos para iPad da Diligent.

Desde que o primeiro tablet Apple foi lançado, em 2010, a Diligent tem observado que um número crescente de importantes empresas do Reino Unido vêm substituindo os ultrapassados e complicados documentos impressos do conselho por computadores tablet móveis. Os atuais usuários do Diligent Boardbooks para tablets incluem empresas FTSE 100, como Standard Life e Kingfisher.

Na Standard Life plc, a transição para a tecnologia Boardbooks já está rendendo bons resultados para os diretores. O secretário do conselho associado do grupo, Paul McKenna, contou: “Passamos 9 meses analisando os diversos produtos no mercado. Quando o aplicativo Boardbooks para iPad foi lançado, em junho de 2011, ficou claro que ele era a melhor solução.” McKenna continuou: “Na verdade, nem todos os diretores estavam tão confiantes inicialmente, mas nossa primeira reunião eletrônica do conselho, realizada em setembro, foi tão tranquila que, desde então, nós nunca mais imprimimos nenhum pacote em papel. Agora, nós temos mais de 90 participantes em 36 conselhos e comitês, e continuamos a adicionar mais. O Diligent Boardbooks para iPad realmente está mudando a forma como nos comunicamos com nossos diretores.”

“Nós observamos uma rápida adoção do aplicativo Diligent Boardbooks para iPad devido à sua segurança sólida e interface intuitiva”, disse Simon Small, diretor administrativo de gerenciamento na Europa. De acordo com uma pesquisa recente publicada pela Edis-Bates Associates, uma empresa independente de consultoria em governança corporativa, “atualmente, mais de 75% dos diretores têm uma atitude positiva em relação à distribuição e utilização de documentos do conselho em formato eletrônico”. Jon Edis-Bates, que lidera a consultoria, acrescentou que “a substituição dos documentos impressos por dispositivos tablet nas reuniões do conselho representa uma enorme mudança cultural para as empresas de capital aberto no Reino Unido”.