Início de 2013 positivo para Diligent, demonstrado por rendimentos significativos,
novas vendas e saldos de caixa

NOVA YORK, 16 DE ABRIL DE 2013 — A Diligent Board Member Services (NZX: DIL)(www.boardbooks.com) disponibilizou uma atualização do primeiro trimestre de 2013, demonstrando uma força permanente de rendimentos, novas vendas e saldos de caixa.

A Diligent obteve rendimentos de USD 15,1 milhões no primeiro trimestre de 2013, um aumento de 84% em comparação ao primeiro trimestre de 2012. As novas vendas do primeiro trimestre de 2013 foram de USD 6,6 milhões, um aumento de 2% em relação ao mesmo período de 2012. Cabe destacar que as Américas representaram 65% das novas vendas no período, totalizando USD 4,3 milhões.

As atualizações de clientes, uma fonte valiosa de novas vendas, tiveram um total de USD 1,9 milhão no primeiro trimestre de 2013, um aumento de 29% em comparação ao primeiro trimestre de 2012. As vendas cumulativas aumentaram de forma significativa para USD 58,4 milhões ao final do primeiro trimestre de 2013 em relação aos USD 32,4 milhões no final do primeiro trimestre de 2012, um aumento de 80%.

Alex Sodi, presidente e CEO da Diligent, disse: “Estamos muito satisfeitos com nosso desempenho do primeiro trimestre de 2013. O crescimento dos rendimentos foi impulsionado pela demanda consistente do aplicativo Diligent Boardbooks para iPad altamente seguro e pelo sucesso de nosso modelo recorrente de rendimentos. O crescimento dos rendimentos também foi impulsionado por nossa taxa de retenção de clientes de 97% dos 12 meses anteriores até 31 de março de 2013, que acreditamos estar entre as melhores para empresas de software como serviço (SaaS) como a Diligent.”

“Esse forte início de 2013 representa uma evidência maior do aumento da demanda global pelo produto Diligent Boardbooks e nossa fórmula vencedora de negócios”, ele continuou. “Em nossa visão, isso inclui: uma experiência de usuário exclusiva; a melhor oferta de SaaS multilocatário do setor liderança de mercado, um modelo de negócios SaaS poderoso; tecnologia dimensionável que se adapta com facilidade aos requisitos do cliente e serviços de atendimento e treinamento do cliente de qualidade superior.” Durante o primeiro trimestre, a Diligent assinou um total de 201 novos clientes líquidos em comparação a 205 no mesmo trimestre do ano anterior. A Diligent agora atende a 2.009 empresas de capital aberto e fechado, com 2.830 conselhos e mais de 58.000 usuários em todo o mundo.

A Diligent tem muitos tipos de clientes, desde grandes empresas de capital aberto listadas às menores organizações sem fins lucrativos. A Diligent agora atende a 276 empresas Fortune 1000 e 15,2% das empresas listadas na NYSE, das quais 47 foram adicionadas no primeiro trimestre de 2013. Além disso, atendemos a 34% do índice FTSE 100 (Reino Unido) e 35% do índice ASX 20 (Austrália). A Diligent continuou a demonstrar força nos saldos de caixa durante o primeiro trimestre de 2013. A posição do fluxo de caixa da Diligent aumentou em USD 3,1 milhões no primeiro trimestre de 2013, resultando em saldos de caixa de USD 36,5 milhões a partir de 31 de março de 2013. A posição de caixa da Diligent no trimestre teve um impacto negativo devido aos pagamentos de imposto de renda nos EUA de USD 1,8 milhão, que inclui USD 1,4 milhão dos impostos do ano fiscal de 2012 acumulados no final de 2012.

A posição de caixa da Diligent no trimestre também foi afetada pelos custos diretos relacionados ao comitê especial de USD 0,9 milhão, dos quais USD 0,6 milhão foram gastos no primeiro trimestre de 2013. A Diligent ainda está no processo de identificação de outras despesas que poderão ser acumuladas no primeiro trimestre de 2013 face às atividades do comitê especial. Durante o trimestre, a Diligent contratou a Deloitte & Touche LLP (Deloitte) como auditora de 2013. A Deloitte é uma empresa global com profundo conhecimento técnico e extensa experiência no setor que atende ao perfil de expansão dos negócios da Diligent. A Diligent enxerga isso como um passo a mais em seu crescimento como empresa. Para a atualização trimestral completa do primeiro trimestre de 2013, incluindo a Reconciliação de vendas cumulativas em rendimentos e rendimentos antecipados, visite
http://boardbooks.com/wp-content/uploads/2013/04/DIL-Q1-2013- Quarterly-Report-April-16.pdf.

OBSERVAÇÕES:
Avaliações financeiras não GAAP: a empresa usa novas vendas e vendas cumulativas como avaliações de desempenho não GAAP. As novas vendas representam as taxas anuais de licença e assinatura devidas pelos clientes de acordo com seus contratos com a Diligent, que foram assinados durante o trimestre fiscal, presumindo que esses contratos continuem em vigor por doze meses depois do trimestre fiscal. Isso também inclui as adições/deduções líquidas a taxas de licença e assinatura devidas pelos clientes de acordo com contratos pré-existentes. As vendas cumulativas representam o total de taxas de licença e assinatura devidas pelos clientes durante os próximos doze meses de acordo com contratos em vigor ao final do trimestre fiscal. Esse valor é ajustado de acordo com flutuações do câmbio internacional. As novas vendas e as vendas cumulativas são fornecidas aos investidores para complementar os resultados das operações relatadas de acordo com o GAAP. A administração da Empresa usa essas avaliações financeiras não GAAP internamente, na análise de seus resultados financeiros, e acredita que elas sejam úteis para os investidores como um complemento às avaliações GAAP correspondentes na avaliação contínua do desempenho operacional e das tendências da Empresa e na comparação de suas avaliações financeiras com as de outras empresas do mesmo setor, muitas das quais apresentam avaliações não GAAP semelhantes para ajudar os investidores a compreender o desempenho operacional de seus negócios. No entanto, é importante observar que os itens específicos excluídos ou incluídos pela Empresa em suas avaliações financeiras não GAAP podem ser diferentes daqueles apresentados em avaliações financeiras não GAAP semelhantes utilizadas por outras empresas do mesmo setor. Avaliações financeiras não GAAP não devem ser consideradas isoladamente ou como uma substituição às informações financeiras preparadas de acordo com os GAAP. Este documento contém orientações preditivas, dentro do significado da disposição safe harbour da lei de Reforma de Litígio de Segurança Privada de 1995. Termos como “espera”, “acredita”, “continua” e “pretende”, assim como comentários similares, têm natureza preditiva. Fatores importantes que poderiam fazer com que os resultados reais difiram de forma significativa das expectativas da Diligent: a investigação de nosso comitê especial identificou várias instâncias nas quais não estávamos ou poderíamos não estar em conformidade com obrigações regulatórias aplicáveis da Nova Zelândia e dos EUA e essas instâncias poderiam nos expor a ações regulatórias em potencial e/ou responsabilidades de contingência; certos de que nossas emissões de ações e concessões de opções de ações no passado podem nos expor a responsabilidades de contingência em potencial, incluindo direitos potenciais de rescisão; estamos sujeitos às regras de cotação oficial da bolsa de valores da Nova Zelândia e à conformidade com leis e regulamentos de títulos e relatórios financeiros nos EUA e na Nova Zelândia, encaramos custos e riscos de conformidade mais altos do que uma empresa de capital aberto comum dos EUA devido à necessidade de estar em conformidade com esses regimes regulatórios duplos. A partir de 31 de dezembro de 2012, identificamos problemas significativos em nossos controles internos dos relatórios financeiros e concluímos que nossos controles de divulgação não eram eficientes. Precisamos lidar com os problemas significativos em nossos controles internos que, do contrário, poderão impactar nossa capacidade de produzir declarações financeiras pontuais e precisas. Nossos negócios são altamente competitivos e encaramos o risco de ver um declínio nas renovações ou atualizações de clientes e poderemos falhar na administração eficiente de nosso crescimento. Consulte o Relatório anual da Diligent no formulário 10-K do ano fiscal que terminou em 31 de dezembro de 2012, preenchido com a SEC para obter mais informações.